Propaganda do Ministério da Justiça também foi considerada machista e retirada.
Polícia da Hungria 7 /15 (Balazs Mohai/Bloomberg/Getty Images).Mas a distribuição dentro dos departamentos é encontro às cegas episódio online muito diferente.Skol, o anúncio da marca de cervejas trouxe à tona os aspectos mais machistas e violentos do Carnaval.Cansei de contar quantas infinitas vezes tive que dizer em voz alta para os diretores e supervisores o quanto eles estavam sendo machistas com determinadas peças.Faça um selfie no Tittygram e se torne uma modelo Tittygram!, convoca a página.Não são apenas os Whoppers que são feitos no fogo, tudo com a gente está pegando fogo, escreveram.Isso foi suficiente para que todos se unissem contra mim e começassem então um massacre machista.De acordo com os dados obtidos 84 dos entrevistados (homens e mulheres de todo o país) reconhecem que o corpo da mulher é usado para venda de produtos; 58 entendem que as propagandas na TV mostram a mulher como objeto sexual e ao contrário.A loja responsável por tal infelicidade parece ter esquecido que a jornada dupla socialmente imposta às mulheres trabalhadoras, é um fardo enorme que lhes toma tempo e as impede, muitas vezes, de manter maior foco em questões profissionais, como podem fazer os homens sem nenhum.Emudecem e não questionam ou entram na lógica e reproduzem.Fazendo um trocadilho com o ato de cantar uma música, o vídeo mostra uma mulher sendo abordada, incluindo até mesmo toques físicos, por causa de seu belo cabelo.Duncan Quinn 12 /15 (Reprodução) A marca nova-iorquina de ternos Duncan Quinn criou, em 2008, um anúncio onde uma mulher (com roupas de baixo) parecia estar sendo enforcada com uma gravata.




Mas o anúncio acabou piorando a situação que visava combater.Outra campanha, do site de classificados bomnegóm, em que o Compadre Washington chamava uma mulher de vem ordinária, que havia recebido pedido de suspensão, foi posteriormente reavaliada e o processo arquivado.Em anos recentes, foi "relembrado" durante um reality show americano e mais críticas vieram. .Isso tudo é pouco.Gucci 9 /15 (Reprodução).A publicidade, mais do que nenhum outro veículo traz expressões que se tornam até parte do nosso vocabulário, jingles, chavões, é muito poderoso.A imagem mostra claramente uma mulher desesperada tentando fugir de um homem.Entre muitas dúvidas, uma coisa é certeza: a culpa nunca é ou será da mulher.Todos os meus trabalhos eram meia-boca.Não existem dados oficiais sobre diferenças de salários e cargos na publicidade brasileira separados por gênero mas no geral, segundo o pnad de 2013, mulheres recebiam cerca de 26,5 a menos que homens na mesma posição.A imagem mostra a orla carioca.


[L_RANDNUM-10-999]