Pra nos manter atualizados no mercado, pertencemos a libre (liga brasileira de editoras) e ANL (associação nacional das livrarias) que me ajudam a me manter informada quanto as novidades do setor, além da participação em bienais, etc.
Tenho um regulamento de fidelidade, que faz perguntas no sentido de qual a preferência do cliente quanto aos livros.
Tanto é que, nesse período, conheci minha esposa, por quem me apaixonei ao primeiro beijo, e rompi o relacionamento com a noivinha sem nenhum trauma, pelo telefone.
Persistir sempre, desistir nunca.Trabalhar em grupos na comunidade, compartilhar informações de projetos que dão certo.A outra estratégia que escolhi foi a Responsabilidade Social.Cultivo outras verduras, hortaliças e frutas como mandioca, vagem, rabanete, abobora, banana, mas o principal é a produção de morangos.Em setembro de 2012, eu já estava com o plano feito e com a decisão tomada.
Ainda não temos um plano de vendas estruturado nem utilizamos métodos científicos para fazer o nosso plano de vendas e produção; nos baseamos nas vendas efetuadas, na sazonalidade turística da cidade namoro sexo latina e na predileção das clientes.
Tenho isso desde a abertura da empresa e assim pude ver o quanto ela vem crescendo.




E assim, lá fui eu, com os bordados da minha avó, bater à porta de costureiras moradoras de áreas periféricas da cidade e da Unidade Prisional de Goiás, onde iniciei, em janeiro de 2008, o projeto Cabocla Bordando Cidadania, que consiste na capacitação de atendidas.Outro diferencial da Cabocla é que as nossas roupas são feitas para abrigar os mais diversos tipos de corpos, não possuem numeração rígida e têm a medida certa pra homem procura mulher casada caber em variadas silhuetas pois privilegiamos modelos que se adaptam às curvas de cada um, mágica.Observando o processo de produção dessas chácaras decidi que eu também era capaz de cultivar morangos e outras frutas e hortaliças.Meus valores de persistência, qualidade em tudo que faço, criação e inquietude, fizeram concretizar os pilares de meu negócio.Isso é colaboração, espírito de cooperativismo.Fui a são Paulo para a bienal do livro, e lá tive vários incentivos e até promessa de apoio de editoras grandes para eu não abandonar a área, uma vez que ficaram sabendo que eu me desligaria da editora da ufal.Controlo tudo isso no computador, pois sei que é a leitura necessária pra eu entender minha empresa e poder agir pra melhorar.
Depois do projeto pais e cursos da Emater aprendi muito mais, inclusive, a preparar o meu próprio adubo.
Com muito trabalho planejado e pela minha atitude positiva de crescer para dar o melhor aos meus filhos fui reconhecida.


[L_RANDNUM-10-999]